Imagem

97 pts

Gravner Ribolla 2010

Itália / Friulli / Branco / Josko Gravner

1,260,00R$ — 12ºC

Rico e intenso no nariz, repleto de notas de ervas frescas, damasco seco, castanha assada, com um toque mineral que remete pedra de isqueiro. Na boca, mantém o tamanho, com uma acidez firme e arrebatadora, uma dimensão quase etérea, muita profundidade e final q não acaba. Espetacular - AL

Imagem

96 pts

Emmanuel Giboulot Beaune Lulunne Rouge 2018

França / Borgonha / Tinto / Emmanuel Giboulot

1,068,00R$ — 14ºC

O exemplar em questão é um Beaune regional, mas de uma delicadeza e perfume tão cativantes que é quase impossível não achar que você está em Chambolle-Musigny ou Vosne-Romanée. Floral, frutas vermelhas, framboesas, cereja, acerola recém colhidas, no máximo do frescor e com o azedinho salivante - EO

Imagem

94 pts

Château Musar Rouge 2011

Líbano / Vale do Bekaa / Tinto / Château Musar

559,00R$ — 15ºC

Ano atípico, uma das mais tardias colheitas da história do Château Musar, mas em termos de qualidade, nada a contestar. Intenso no nariz (bosque, frutas pretas e azuis), vivo e vibrante na boca, com um toque de especiarias doces e mais pimenta preta do que o usual. Um vinho para guardar - AL

Imagem

94 pts

Champagne Barbier-Louvet 1Cru

França / Champanhe / Espumante / Barbier-Louvet

272,00R$ — 8ºC

Blanc de blancs feito 100% de Chardonnay. O estilo é fresco e vibrante, com a avidez da salivação que convoca o próximo gole. Aromas cítricos de maçã verde e limão cravo dão juventude, frescor, vigor a esse belo exemplar - EO

Imagem

95 pts

Domaine Dujac Clos de la Roche Grand Cru 2017

França / Borgonha / Tinto / Domaine Dujac

5,200,00R$ — 14ºC

Amplo e rico no nariz, onde saltam cerejas, pétalas de rosa, evolui para especiarias como canela e cravo, café torrado e um sutil toque de madeira. Na boca, chama atenção pelo grão fino do tanino, pela dimensão e pela profundidade. Termina fresco e longo, e deixa na boca um leve toque picante - AL

Imagem

94 pts

Julia Kemper Touriga Nacional 2012

Portugal / Dão / Tinto / Julia Kemper

379,90R$ — 14ºC

Expressivo no nariz, com violetas, lírios, bergamota e um mix de frutas vermelhas, com evolução pra café e chocolate. Na boca, taninos muito finos, clássicos da touriga-nacional; multidimensional, combina com maestria musculatura e elegância. Acidez precisa e final longo - AL

Imagem

94 pts

Lunações Edição Especial Perpétua Final

Brasil / Pinto Bandeira / Branco / Vinha Unna

110,00R$ — 11ºC

Uma das fantásticas experimentações de Marina Santos, esta é a edição final desta perpétua. Um toque bem marcado de limão galego no nariz. Na boca, é cheio de camadas, multidimensional com uma acidez elétrica e um final bem longo - AL

Imagem

94 pts

Vinhedo Serena Pinot Noir 2015

Brasil / Nova Pádua / Tinto / Vinhedos Serena

350,00R$ — 14ºC

Levemente turvo, fluido, nublado. Cheio de rosas vermelhas e um defumado discreto. Celestial - EO

Imagem

94 pts

Era dos Ventos Nebbiolo 2019

Brasil / Serra Gaúcha / Tinto / Era dos Ventos

261,00R$ — 15ºC

O vinho primeiro mostra-se com aromas de embutido (copa), abre para uma fruta muito fresca, azedinha, com ótima acidez, taninos finos e muito bem integrados. Belo vinho, convidativo e agradável, que desafia o aparente paradoxo: ‘leve e contundente’. Apenas 500 garrafas produzidas dessa iguaria - PH

Imagem

94 pts

Bressia Royale Brut Nature 2012

Argentina / Mendoza / Espumante / Bressia

299,00R$ — 8ºC

Espumante de método tradicional com 5,5 g/L de dosagem, corte de chardonnay e pinot noir. Cor dourada média, estilo maduro e cremoso, com um cítrico de limão e um toque de dulçor que agrega. Equilibradíssimo, elegante e fino. Às cegas, foi confundido com um Champagne do Laherte Frères - EO

Imagem

94 pts

Champen*uai*se 2016

Brasil / Pinto Bandeira / Espumante / Projeto Origens

120,00R$ — 8ºC

Subversão de Matheus Thomaz. Um espumante de método Champenoise em que no lugar do licor de expedição adicionou cachaça mineira amadurecida em tonéis de carvalho, Jequitibá e Umburana. Dourado reluzente, cítrico, fresco e salivante. Limão e caldo de cana ébrio. Criativo, ousado e delicioso - EO

Imagem

95 pts

Redoma 2017

Portugal / Douro / Tinto / Niepoort

499,90R$ — 14ºC

A palavra que melhor define o Redoma é precisão. No nariz, a conjunção da fruta com o lado terroso e o xisto duriense. Na boca, a harmonia entre os taninos macios, a força do Douro e uma acidez que a colheita mais precoce garante. Um vinho que dita tendências e representa a região - AL